AVISO AOS LEITORES
EM FUNÇÃO DO BLOG ESTAR DESATIVADO, 
A APROVAÇÃO DE COMENTÁRIOS PODE DEMORAR ALGUNS DIAS.
CLIQUE AQUI PARA LER O COMUNICADO DE SUSPENSÃO DAS ATIVIDADES DO BLOG.


VISITE NOSSO NOVO PROJETO:
BLOG RADAR DO LADO B
radarladob.blogspot.com

sábado, 10 de novembro de 2012

Rimas Invertidas


Na postagem de hoje, vou consolidar algo que eu já queria fazer há algum tempo. Um poema com rimas invertidas, ou seja, com a rima sendo efetuada de acordo com o início de cada verso, e não com o fim. A estrutura das frases ficou um pouco estranha, pois quis evitar o uso de partículas minúsculas como artigos, pronomes e conjunções a fim de evitar rimas demasiadamente pobres.

E, para este poema, retomei as rimas ABAB. Segue abaixo o resultado:

Saudoso Bangalô

Saudoso do meu bangalô
Quando o morro desceu
Saltei rapidamente dele
Quase me arrebentei

Favela deixou de existir
Pessoal desolado sem ter
Favas ou arroz pra comer
Pescando mussum no valão

Bangalô era lindo demais
Vista pra praia e pro céu
Banheiro com chuveiro quente
Vistosa mangueira no quintal

Pomposo era eu antigamente
Desfilando pela minha favela
Pombinhos tentando me alvejar
Desferindo seu barro em mim

Agora os bombeiros vieram
Recuperar a nossa favela
Agoniada pelo morro que desceu
Requerendo uma vida nova

Prometo reerguer o Bangalô
Alto do morro ele vai ficar
Protegendo nossa favela
Aumentando meu bem-estar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...