AVISO AOS LEITORES
EM FUNÇÃO DO BLOG ESTAR DESATIVADO, 
A APROVAÇÃO DE COMENTÁRIOS PODE DEMORAR ALGUNS DIAS.
CLIQUE AQUI PARA LER O COMUNICADO DE SUSPENSÃO DAS ATIVIDADES DO BLOG.


VISITE NOSSO NOVO PROJETO:
BLOG RADAR DO LADO B
radarladob.blogspot.com

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Marcos Valério, o Anti-Herói da República


Marcos Valério era o dono de uma agência de publicidade de porte médio, que apesar de ter um certo nome no mercado, atravessava dificuldades financeiras relevantes. Foi quando ele foi procurado por um emissário do Partido dos Trabalhadores.

- Valério, a questão é a seguinte: nós vamos investir pesado em sua agência para que você realize propagandas institucionais para o governo. Só que você vai pegar parte do dinheiro e repassar por debaixo dos panos para alguns deputados aos quais estamos comprando apoio.

Valério arregalou os olhos. Este dinheiro seria muito bem-vindo à sua agência de publicidade, porém, ele questionou ao interlocutor se haveriam riscos.

- O risco é zero. Quem está controlando isso é o Dirceu, com aval do Presidente Lula.

E o esquema começou. Todos estavam felizes: Valério vendo sua agência com bastante trabalho, os deputados mensaleiros recebendo sua graninha, e o Governo Federal comprando o tão necessário apoio dos parlamentares.

Até que um belo dia estourou o escândalo no Congresso. Roberto Jefferson abriu o bico e a alta cúpula do PT tremeu. Uma CPI foi instaurada para investigar o assunto. Valério então procurou os emissários do PT, que lhe garantiram que a situação estava sob controle.

Mas o assunto começou a tomar grandes proporções. O nome de Valério foi colocado na mesa e ele foi chamado a depor na CPI. Foi então instruído pelos emissários do PT:

- Fale o mínimo. Não envolva o Lula na história. Faça isso e daqui a dois meses todo este assunto estará esquecido.

O assunto não foi totalmente esquecido, mesmo após o fim dos trabalhos da CPI. Porém, os interlocutores do PT sempre diziam:

- Nada vai acontecer. O STF nunca vai colocar isso em julgamento.

Mas o STF colocou o assunto em julgamento. E então Valério se viu sozinho, abandonado pelo PT. Não restou outra alternativa a dizer à agremiação da estrela vermelha que ele poderia cair, mas não iria cair sozinho. Levaria Lula junto com ele.

O texto acima resume o que eu entendo que foi a saga de Marcos Valério junto aos mensaleiros. Claro que pode haver alguma diferença acerca do que ocorreu realmente, mas em linhas gerais a coisa não foi muito diferente disso.

Os graúdos do PT como Dirceu, Genoíno e Delúbio não contariam o que sabem nem sob tortura - para eles, a honra do PT está acima de suas vidas. Já Marcos Valério não tem nada a ver com o PT. Se envolveu na história por olho grande (se bem que dizem que ele é chegado em negociatas; não seria a primeira vez que ele se envolveria com algo semelhante), mas acabou levando a maior punição de todos os envolvidos no esquema.

Valério sabe demais e, até para proteger sua própria vida, ameaça abrir a boca e contar tudo o que sabe, inclusive envolvendo Lula no esquema. O fato dele não ser ligado ao PT e, portanto, não estar disposto a morrer pelo partido, se traduzia em um extremo calcanhar de aquiles ao esquema. E, pelo que parece, é através dele que acontecerá algo impensável a até pouco tempo atrás: veremos o Nosso Guia ver o sol nascer quadrado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...