AVISO AOS LEITORES
EM FUNÇÃO DO BLOG ESTAR DESATIVADO, 
A APROVAÇÃO DE COMENTÁRIOS PODE DEMORAR ALGUNS DIAS.
CLIQUE AQUI PARA LER O COMUNICADO DE SUSPENSÃO DAS ATIVIDADES DO BLOG.


VISITE NOSSO NOVO PROJETO:
BLOG RADAR DO LADO B
radarladob.blogspot.com

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

A Tradição de Cosme e Damião


Ontem comemorou-se o Halloween, festa folclórica norte-americana que aqui no Brasil ficou popularizada pela alcunha de Dia das Bruxas

Nos Estados Unidos, na noite de Halloween, as crianças se fantasiam e percorrem as ruas de casa em casa pedindo doces às pessoas. Ao abordar os residentes, as crianças fazem a pergunta doces ou travessuras? - caso o dono da casa se negue a dar doces, as crianças tem o direito de pregar peças simples nos proprietários da residência, como por exemplo pregar papel higiênico molhado na fachada do imóvel.

No Brasil, até por uma razão de imposição cultural, o chamado Dia das Bruxas se tornou relativamente popular. Embora aqui as crianças não percorram as ruas pedindo doces, são famosos os Bailes de Halloween, onde reúnem-se pessoas fantasiadas de bruxas, monstros e outros seres grotescos para celebrar a data.

Um deputado federal, inconformado com a influência que esta celebração havia atingido, resolveu formular uma lei instituindo a comemoração do Dia do Saci em 31 de Outubro, a fim de tentar colocar em destaque nesta data um importante ícone do folclore brasileiro e tentar diminuir a influência do caráter estrangeiro do Dia das Bruxas. Eu pessoalmente achei a idéia despropositada, embora feita com boas intenções. O tal Dia do Saci só terminou por colocar o Halloween ainda mais em evidência.

Porém, quando falam em crianças percorrendo as ruas pedindo doces, logo me vem à cabeça uma legítima tradição popular brasileira que acabou caindo no esquecimento após a década de 90: o Dia de São Cosme e São Damião. Uma tradição muito bonita, que reforça o caráter cultural cristão de nossa sociedade e nos relembra o exemplo de dois médicos que seguiram com afinco os ensinamentos de Jesus Cristo.

Dizem que o desaparecimento da tradição de distribuição de doces no Dia de São Cosme e São Damião se deveu principalmente à ascensão do neopentecostalismo no Brasil, que considera a veneração aos santos como algo repulsivo. É uma pena, pois era um fator cultural muito bonito na sociedade brasileira - e, que ao meu ver, era muito mais saudável do que uma tradição estrangeira que, em sua filosofia de mandar as pessoas escolherem entre doces ou travessuras, acaba por passar às crianças a noção de que a extorsão pode ser algo aceitável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...