AVISO AOS LEITORES
EM FUNÇÃO DO BLOG ESTAR DESATIVADO, 
A APROVAÇÃO DE COMENTÁRIOS PODE DEMORAR ALGUNS DIAS.
CLIQUE AQUI PARA LER O COMUNICADO DE SUSPENSÃO DAS ATIVIDADES DO BLOG.


VISITE NOSSO NOVO PROJETO:
BLOG RADAR DO LADO B
radarladob.blogspot.com

sábado, 11 de agosto de 2012

Mônica, a Libertina

É pra responder com sinceridade?

Histórias em Quadrinhos infantis, por mais bobas que possam parecer, nos fornecem subsídios para fazer altas filosofadas. Um exemplo claro disso é a tirinha abaixo:


Em primeiro lugar, é preciso perguntar ao Seu Souza (pai da Mônica), quem foi a beleza de arquiteto que projetou essa casa. Sinceramente nunca vi uma casa em que um banheiro tenha uma janela dando para a rua. Um basculante sim, mas algo que dificulte a visão de curiosos que passam na rua. Um janelão instalado no banheiro de casa te tira totalmente a sua privacidade.

Esquisitices a partes, vemos que mesmo assim, a Mônica faz questão de tomar banho com a cortina do box aberta e com a janela igualmente aberta. Sendo assim, não acredito que ela esteja preocupada em preservar sua intimidade. O que o Cebolinha fotografou poderia ser visto por qualquer um que passasse por ali. A janela aberta não seria empecilho para ninguém deixar de ver a Mônica como veio ao mundo.

Mas então vem até mim uma outra idéia. Todos sabem que a Mônica e o Cebolinha são almas gêmeas e que a Mônica não é nenhuma santinha, inclusive querendo correr para tirar o atraso do Cebolinha na edição de Turma da Mônica Jovem em que os dois começam a namorar:


Penso eu se na primeira tirinha a Mônica não fez tudo aquilo de propósito com o intuito de exibir seu corpo para o amado, num jogo de sedução talvez inocente, mas com reais e efetivas intenções.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...